noticias

04/09/2013 - Hospital da Mulher de Pernambuco será modelo no Brasil





 O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), firmou um termo de cooperação técnica com a Prefeitura do Recife para a construção do Hospital da Mulher da capital pernambucana. O governador Eduardo Campos e o secretário estadual de Saúde, Antonio Carlos Figueira, assinaram, na manhã desta quinta (03/01), a autorização para que do projeto arquitetônico e de engenharia do Hospital da Mulher, que o Estado erguerá no município de Caruaru, seja utilizado também pela Prefeitura do Recife, que está erguendo um centro com o mesmo perfil, no Curado, em frente à Ceasa, às margens da BR-101.

“A Prefeitura do Recife ganhará em agilidade ao receber este projeto do Governo do Estado, economizando em cerca de um ano o tempo que seria necessário para realizar todo o processo de licitação e de espera pelo projeto”, ressaltou o secretário Antonio Carlos Figueira.

ALTO RISCO – O projeto executivo do Hospital da Mulher do Estado custou cerca de R$ 900 mil e define a construção de um centro com 127 leitos, sendo 30 de UTI (20 neonatais e 10 de adultos) e 15 vagas na Unidade de Cuidados Intermediários. Será uma maternidade de alto risco, a exemplo dos hospitais Agamenon Magalhães, Barão de Lucena (ambas em Recife) e Jesus Nazareno (Caruaru).

A unidade será erguida em terreno na Avenida José Rodrigues de Jesus, S/N, bairro de Indianápolis, próxima à UPA de Caruaru. Atualmente, está em andamento o processo de licitação para a definição da empresa de engenharia responsável pela obra, que será entregue no primeiro semestre de 2014. O investimento estadual na construção do hospital, prometido pelo governador Eduardo Campos na campanha de reeleição, será de R$ 47 milhões em obras civis.

“O projeto executivo do Estado será um subsídio importante para agilizar o início das obras da unidade da Prefeitura do Recife, que já terá como base e auxílio um projeto moderno e com perfil traçado. Naturalmente, algumas adaptações poderão feitas, uma vez que há diferenças entre os terrenos e necessidades pertinentes à rede de saúde do Recife, gerando alterações na grade de serviços do hospital”, explicou Antonio Carlos Figueira.

Já o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, explicou que pretende acrescentar ao projeto a Casa das Mães, com 20 acomodações para as mulheres que terão filhos internados na unidade; e um centro para mulher em situalção de violência. Segundo o prefeito, a obra terá um custo esperado de R$ 45 milhões e um corpo de profissionais formado por 500 pessoas, sendo 120 médicos.



Fonte: Site Secretaria Estadual de Saude de Pernambuco